COMO ALIVIAR A ANSIEDADE?

Vivemos em uma sociedade que nos cobra resultados, que estimula a competitividade e que vende padrões ilusórios de “sucesso”. Isso produz uma série de pressões externas que, somado àquilo que temos dentro de nós, intensifica a pressão interna e acabamos sofrendo de ansiedade. Aqui proponho algumas possibilidades e indico algumas ferramentas que me ajudaram a enfrentar a ansiedade (sim, sou uma pessoa bastante ansiosa) e espero que essas dicas e reflexões possam te ajudar a encontrar um caminho para, aos poucos, sanar esse aspecto.

E tudo agora se vê mais intensificado com a pandemia, ou melhor, aquilo que sempre existiu agora parece estar escancarado. Afinal, sofrer de ansiedade não é uma novidade advinda do confinamento (voluntário ou obrigatório) decorrente da pandemia mundial que estamos enfrentando. É algo que sempre esteve presente na vida de muitos, mas que, outros tantos, somente agora se deram conta.

Photo by Alex Iby on Unsplash

O comportamento humano é composto por diversas reações e estímulos; é a forma que cada pessoa encontra para se expressar, para expressar seu ser. Possuímos nossas crenças e estas determinam a forma por meio da qual nos expressamos.

Nós acabamos exercendo influência sobre nós mesmos, seja em situações do presente, seja do futuro: não estamos livres dos efeitos produzidos como consequência de nossas ações, de nossas atitudes.

Às vezes podemos não notar ou perceber a consequência naquele momento, mas certamente será percebida no futuro e influenciará o que vivenciaremos em algum momento.

Dito isso, seria interessante e importante nos voltarmos à nossa Mente Consciente, dirigirmos nossa observação aos nossos hábitos e pensamentos, analisando nossas crenças mais profundas.

É comum estarmos sempre pensando em nosso futuro, constantemente? Para algumas pessoas a resposta é sim, principalmente para os ansiosos. Mas, ao pensarmos no futuro de forma constante, acabamos gerando expectativas – muitas das vezes irreais. E, quando o fato se concretiza, vem a frustração, pois que a realidade não corresponderá ao que foi idealizado. O desconforto que daí vem foi gerado pelo excesso de expectativa.

A preocupação desmesurada e demasiada produz ansiedade e nos leva a sentir e a imaginar coisas terríveis, e é claro que quando nos preocupamos com o futuro nos esquecemos de viver o presente e sofremos com isso. Isso porque tornamos o nosso presente uma realidade calcada num fator incerto, em algo que poderá vir a acontecer ou não, em algum momento qualquer do futuro, o qual não podemos sequer precisar.

Mas, tentemos ser um pouco mais racionais do que emocionais: todas essas expectativas que impomos a nós mesmo, somada à crescente pressão social para que sejamos bem sucedidos,  não vai alterará o curso das coisas. Em outras palavras, o nosso (assim chamado) “destino” não mudará com base nessas expectativas e pressões sociais, o que alterará nossa vida e o nosso futuro são nossas ações. O que poderá transformar e trazer algo melhor para nossa vida no momento presente é a soma de nossa determinação, vontade e ações.

Quando nos propomos a fazer algo, deliberamos, decidimos e, efetivamente, agimos, passamos a sentir e ter a certeza de que universo proverá e manifestará aquilo que mentalizamos, que pensamos, que pronunciamos, enfim, tudo aquilo que necessitamos. Ou seja, para que possamos viver de forma feliz e despreocupada, precisamos entender e saber (ter a consciência) que o Universo sempre está disposto a nos prover de todo aquilo que é necessário para nosso amadurecimento espiritual. Isso, sem dúvida, é um grande remédio para nossa ansiedade.

Você tem plena consciência de sua ansiedade? De que ela está atropelando as pessoas, inclusive você mesmo? Onde você quer chegar com isso?

Ao nos fazer estas perguntas, conseguimos ter uma perspectiva maior do panorama para que, assim, possamos abrir nossas mentes para entender nossa ansiedade. Passamos, gradualmente, a adquirir estabilidade emocional maior.

Mas se pararmos para pensar, não adianta o nosso desespero nem nossa preocupação, pois o universo e os seres que o compõem vivem em outra frequência e não direcionam a atenção a uma forma de vida ansiosa.

O que precisamos é aprender a compreender que tudo chegará no momento certo. A vida nos escuta de acordo com as nossas reais necessidades, aquilo que está em nossa alma, em nossa essência e não aquilo que produzimos com a nossa mente ansiosa.

Os fatos existem e não há nada que possamos fazer para mudar, existem os ciclos evolutivos e o desenvolvimento individual e não há nada que possamos fazer com relação a isso. Observe a natureza as flores: elas estarão sempre lá, esperando o momento certo de florir. Não há nada que possamos fazer para adiantar ou retardar este feito.

Não é possível burlar as leis naturais. É necessário ter calma e caminhar passo a passo: só assim chegaremos à plenitude.

Não é possível calcularmos meticulosamente cada passo que damos. Agir assim pode acabar por prejudicar o ritmo natural. Quando nos preocupamos em planejar cada passo de nossa vida não ouvimos a voz do divino, pois acabamos nos centralizados em nós mesmos, somos comandados por nosso ego.

Ao abrirmos nossa mente e coração para ouvir a voz de nossa alma, percebemos que na natureza tudo flui em harmonia, assim como o fluxo das águas, das plantas, das flores, dos animais. Olhando atentamente, seremos capazes de ver oportunidades de crescimento até mesmo nas pessoas e em nós mesmos.

Não tenha pressa: os frutos do amanhã estarão lá, em quantidade proporcional à sua paciência e à sua atitude com relação ao agora. Mas como dizer isso a uma pessoa extremamente ansiosa?

Falar para uma pessoa ansiosa que ela não deve ser ansiosa é ainda pior, porque ela está (ou estará) em crise. Falar para ela sair dessa crise não é o caminho.

Mas como viver sem ansiedade?

É claro que não existe uma fórmula mágica, mas sabemos do nosso potencial e capacidade de resiliência: somos seres humanos em constante evolução e aprendemos sempre como viver melhor. Estamos sempre em busca de algo que vá além, algo a mais, que nos faça sentir melhor e que traga melhorias para nossa vida, mesmo que de forma inconsciente.

Tenho algumas dicas de como lidar com a ANSIEDADE.

Uma forma muito eficiente de enfrentar a ansiedade é organizar sua rotina, planejar seu dia, sua semana. É um processo muito eficaz para pessoas ansiosas.

Organizar a programação do seu dia ajuda que você se mantenha com foco enquanto envolvido em alguma atividade ou ocupação. Sua energia fica direcionada e você não a desperdiçará pensando no que vai realizar ou no que precisa fazer, diminuindo a ansiedade, pois do contrário você acaba se perdendo por não saber por onde começar, ao ter que realizar muitas tarefas e querer executá-las todas ao mesmo tempo.

Uma dica é utilizar alguma ferramenta de organização: eu utilizo o aplicativo “Google Task”, que veio no meu celular. Dá para utilizar junto com o Google calendário e ali organiza por dia e hora, bem como colocar em um canto da área de trabalho do celular e estar sempre atento.

Um outro aplicativo para quem quer ou precisa organizar muitos projetos é o Trello, com muitas ferramentas úteis e um layout bem dinâmico.

Outra dica é ir com calma. Caso você ainda não tenha o hábito de se planejar, comece planejando apenas o dia seguinte, depois o outro dia, e assim sucessivamente. Quando estiver sentindo confiança, planeje sua semana, não queira realizar muitas coisas no mesmo dia, separe por horas, é mais fácil e reduz a ansiedade. Lembre-se: não há uma corrida por produtividade – e, se houver, você não faz parte dela.

Existem diversas formas de ajudar a ansiedade quando não há uma causa definida e/ou visível, mas quando se sabe o que causa esse sentimento tudo se torna muito mais fácil.

Dito tudo isso, aqui passo apresentar algumas técnicas ligadas a diferentes abordagens de TERAPIAS INTEGRATIVAS.

Para falar um pouco sobre os Florais de Bach, convidei minha amiga Daniela Felix Menezes para orientar melhor vocês quando ao seu uso para auxiliar em questões ligadas à ansiedade.

Florais de Bach e a ansiedade

Contatos: +55 11 98151-7956
dannyfelix@danielafelixfitoterapia.page
no Instagram, aqui

Por Daniela Felix Menezes

Dentre os males emocionais que passamos neste tempo de pandemia, por causa das incertezas e isolamento social, vimos que os estados ansiosos se tornaram mais exacerbados.

Mas quais são as causas da ANSIEDADE? Quais fatores podem desencadear estes estados? Os Florais de Bach podem auxiliar neste “Sentir”?

O Dr. Edward Bach, descobriu que certas flores, ao serem submetidas a uma técnica de impregnação de suas matrizes energéticas na água pura de uma nascente, sob a luz solar ou sob fervura, ajudavam na melhora de estados negativos da mente. Seu sistema Floral ajuda no reequilíbrio de 38 destes estados, também existindo uma fórmula para emergências (Rescue Remedy ou Five Flowers) que nada mais é que a mistura de cinco destas essências florais.

O Sistema desenvolvido pelo Dr. Bach não causa dependência e seu foco de atuação é o indivíduo, buscando o restabelecimento do equilíbrio entre o corpo físico e a alma, através da manifestação das nossas emoções e da expressão da sua personalidade. E mesmo sendo um método simples, onde podemos fazer o auto tratamento, o auxílio de um profissional capacitado nos auxilia na desmistificação dos sintomas, pois ele nos enxerga de fora e mostra sentimentos e padrões emocionais que muitas das vezes queremos mascarar de nós mesmos.

Segundo o Dr. Bach, o que nos faz adoecer é o conflito entre nosso corpo físico e nossa alma, nossas emoções e a expressão de nossa personalidade.

No caso de estados depressivos, os Florais de Bach, agem na causa dos sintomas da ansiedade, ajudando no reequilíbrio da mente e controle das emoções.

O estado ansioso pode ser causado por diversos fatores, e devemos estabelecer muito bem quais são estes para que possamos fazer a escolha correta das essências florais a serem utilizadas naquele indivíduo específico, lembrando que cada tratamento é único. Geralmente escolhemos dois, no máximo 6 florais em associação, para o tratamento deste estado ansioso.

            Sobre os fatores que podem desencadear o estado ansioso com maior frequência vamos citar alguns, sendo que a essência floral considerada como “Padrão Ouro” no tratamento geral dos estados de ansiedade, o Agrimony.

São fatores desencadeadores de ansiedade:

Por Thati Marcello en Viña Del Mar – Chile
  • Excesso de trabalho – quando nos encontramos diante de uma grande pressão, seja no trabalho ou nos estudos, nos sentimos como se carregássemos o “mundo” nas costas, muita das vezes tomando sobre nós mais tarefas do que podemos efetivamente executar. Neste estado de ansiedade, convém fazer uso na fórmula de pelo menos um destes florais: Elm, Larch ou Oak
  • Medo – o medo pode ter origens conhecidas ou causa ilógicas, onde o indivíduo não tem a mínima noção de onde vem, tendo simplesmente pressentimentos ou sensações. Neste estado de ansiedade, convém usar, na fórmula, o floral que mais se aproxima do sentimento desencadeador do medo, tais como: Aspen (medos infundados), Mimulus (medos conhecidos) e Red Chestnut (medo de que algo aconteça com entes queridos)
  • Impaciência – sabe aquela sensação constante de que as pessoas são lerdas, lentas e nos fazem perder tempo? Aquela impaciência que surge na espera por provas, que nos leva a querer tudo para “antes de ontem”. A essência floral indicada para este estado de ansiedade é o Impatiens.
  • Sentimento de Incapacidade – o indivíduo sabe de sua capacidade, entretanto devido a ansiedade, acredita que não conseguirá desenvolver a tarefa no tempo hábil. Neste estado ansioso podemos nos utilizar: Elm ou Oak.
  • Dificuldade de expor os problemas – o indivíduo passa a fingir que está tudo bem, entretanto sob a fina camada externa da “felicidade” temos instalada uma profunda angústia acompanhada de um grande desgaste físico e emocional. Nestes casos utilizamos o Agrimony.
  • Excesso de entusiasmo – são aqueles indivíduos que são extremamente entusiasmados e empenhados em uma ideia, e este entusiasmo excessivo faz com que eles tenham uma grande dificuldade de relaxar e esperar que as coisas aconteçam no seu tempo, quando realmente tem que acontecer. Vervain é a essência floral de escolha.

            Dentre todas as essências florais descobertas e estudadas pelo Dr. Bach, colocamos o Agrimony como “Padrão Ouro” para aqueles que sofrem com a ansiedade excessiva, essência esta que pode ser usada como base geral no tratamento do estado ansioso. Esta essência é indicada: para pessoas animadas, que prezam pela paz, mas que, a fim de evitar brigas, concordam e desistem de muitas coisas, escondendo suas preocupações e torturas mentais por trás do seu bom humor. É comum usarem drogas em excesso para manter e suportar o fardo com a animação.

      O Agrimony é uma poderosa essência floral, sendo indicada para ansiedade excessiva, obesidade, abuso de drogas e etilismo, síndrome do pânico, pois atua limpando nossas dores mentais, espirituais e físicas, trazendo de volta a paz interior que se faz necessária no combate dos medos, receios e incapacidades que desencadeiam o excesso de ansiedade. Resgata em nós o sentimento da verdade conosco mesmos e com os outros, fazendo com que possamos encarar as dificuldades da vida pela perspectiva correta, demonstrando a real alegria de viver, sem máscaras, simplesmente sendo nós mesmos.

Gratidão, Dani!

Daniela Felix Menezes é farmacêutica, fitoterapeuta, homeopata, terapeuta floral e acupunturista, promove cursos de formação em Fitoterapia Ocidental e Chinesa, Florais de Bach nas versões online e presenciais, bem como realiza atendimentos online de suas especialidades (Exceto acupuntura, com sessões presenciais na cidade de São Paulo – Brasil).

Mandalas

Estudo de caso em asilo para desenvolvimento do meu TCC.

A arte é uma forte aliada para nosso processo de autoconhecimento: ela nos cura, nos preencha e nos liberta. Com a mandala não é diferente.

Você já deve ter visto alguém falar sobre essas preciosidades não é mesmo? Uma arte milenar! Mas como ela pode te ajudar com a sua ansiedade?

O mundo essencial integra todas as coisas, o que vemos e o que não vemos. Vivemos no mundo material, existente aos nossos olhos, que podemos tocar. Mas muitas vezes nos esquecemos de sentir, de viver pela essência cíclica da existência. Em essência somos um, um centro, o universo. Na mandala é possível observar e entender como a representação dos símbolos e imagens revela o que sempre existiu na psique, no inconsciente.

O médico e terapeuta Rüdiger Dahlke em seu livro “Mandalas: Formas que representam a harmonia do cosmos e a energia divina” apresenta uma visão interessante, por meio do qual executar exercícios de pintar mandalas serve para que se possa encontrar “o caminho de volta ao centro.

O “uno” encontrado na composição da palavra “universo” representa a essência do ser, o EU, entendido por muitos como sendo o EGO. Esse uno é encontrado no centro da mandala, o qual, segundo Rüdiger, foge a toda representação intelectual, vivendo dentro de nós. A concentração do indivíduo na criação de uma mandala, sua intenção, através de todo o desenho, traz expansão e comunicação com sua energia, fé e verdades.

Celina Fioravanti, em seu livro “Mandala: a religião da alma com Deus através de desenhos sagrados”, esclarece que as mandalas, sendo símbolos ancestrais, agem no campo energético com muita força e atuam em nossas estruturas através da simples contemplação.

Por fim, Jung, em “Os Arquétipos e o Inconsciente Coletivo”, afirma que:

As mandalas aparecem de preferência depois de estados de desorientação, pânico ou caos psíquico. Sua meta é a de transformar a confusão numa ordem sem que tal intenção seja sempre consciente. As mandalas expressam ordem, equilíbrio e totalidade.

Jung afirma que os pacientes ressaltam o efeito benéfico ou tranquilizador de tais imagens. Os desenhos de mandalas, por serem sagrados, produzem alterações energéticas, sutis, em nós, direcionadas por uma força ainda maior que nosso entendimento; nossas vibrações são alteradas e ocorre um direcionamento, tanto psíquico quanto mental e físico.

Bom, a mandala nos tira de um estado e coloca em outro. De um estado ansioso para um estado centrado, sadio!

Cristais

Essas preciosidades da natureza nos brindam com magníficas energias de cura e preenchimento. Falarei rapidamente sobre alguns minerais que são benéficos quando estamos em estados de ansiedade:

– Rubi: tende a ser de grande ajuda para a ansiedade e hiperatividade, pois nos ensina a viver a vida e enfrentarmos nossos medos, razão pela qual representa a coragem.

Turmalina negra: também é usada para eliminar os pensamentos negativos, a ansiedade, a raiva e ideais de inutilidade pessoal.

Quartzo Rosa: sua energia altruísta e harmoniosa, que transmite e recebe amor, compaixão e bondade, poderá ser utilizada para ajudar aos que tem palpitação, algum tipo de desarmonia coronária e dores emocionais. Poderá também proteger crianças, transformando negatividade em compreensão compassiva. Acalmará, ainda, a mente, eliminando preocupações, medos, ansiedade e traumas emocionais vividos.

Turmalina Rosa: auxilia também a descarregar tensões, ansiedade, aflições, estresse e, inclusive, ajuda a melhorar pessoas com depressão, podendo ajudar os desequilíbrios emocionais decorrentes desses estados.

– Rodocrosita: ela inspira coragem nos corações, para que as pessoas passem a pensar usando como tempero o conhecimento do coração, sem medo, permitindo que passem a buscar seus sonhos mais profundos, razão pela qual também estimulará a criatividade e a expressão desta no mundo físico, permitindo, por fim, que seja possível se harmonizar com a frequência do amor. Desta forma, a Rodocrosita passa a ser indicada para tratamentos do sistema nervoso, para aliviar ansiedade e estresse, inclusive ajudando pessoas a se livrarem de estimulantes.

Lembro que já falei um pouquinho sobre mandalas e a construção de mandalas usando os minerais aqui.

Cromoterapia

Para inquietações, insônia e ansiedades, deixar uma luz AZUL acesa no quarto ou ambiente de trabalho (ou onde você julgar ser apropriado), seja por algumas horas ou durante a noite, quando for possível, equilibrará e acalmará o ambiente.

Reiki

Realizar sessões de terapia Reiki de forma constante, ajudará a equilibrar suas energias e acalmar sua mente. A auto aplicação é muito indicada para quem é Reikiano.

Fitoterapia

Sugiro a utilização de uma das seguintes ervas: manjericão, camomila, capim limão, crataegus, hipérico, melissa, mulungu, valeriana

Lembro que cada caso é um caso, então a forma de uso será diferente para cada pessoa e situação. O uso de chá terapêutico é indicado para qualquer caso. Sendo uma crise severa, indico fazer uso da tintura mãe, ingerindo 10 gotas, 3 vezes ao dia.

Meditação e respiração

            A prática da meditação é muito eficiente em diversas vertentes de nossa vida. Ela nos ensina viver no presente, viver no agora, bem como a praticar o silêncio. Sua prática ensina a nos conectarmos com nós mesmos.

Em junção com exercícios de respiração lenta e profunda, dilatando o diafragma (encha a barriga) e utilizando todo o pulmão (encha também o peito), produzirá eficiência ainda maior, já que desta forma se equilibrarão todos os sistemas do corpo, se intensificará o fluxo de oxigênio na corrente sanguínea.

O movimento repetitivo e cíclico da respiração consciente nos força a focar no presente, a estarmos focados apenas em respirar de forma adequada. Assim, a renovação celular será estimulada, o corpo produzirá níveis mais satisfatórios de saturação, produzindo uma sensação de calma e estabilidade.

Espero ter contribuido para amenizar esta emoção que afeta tantos. Deixe seu comentário, é muito importante para o desenvolvimento deste trabalho.

Gratidão.

28 comentarios sobre “COMO ALIVIAR A ANSIEDADE?

  1. ótimas dicas de como podemos lidar com a nossa ansiedade. Trazendo mais compaixão, amor e presença em nossas vidas. Meditação é uma das atividades que mais prático para trazer presença e entendimento a mim mesma.

    Me gusta

  2. Excelente!! É muito importante prestar atenção na alimentação também. Pois, existem alguns alimentos que contribuem com quadros ansiosos, assim como existem aqueles que ajudam a acalmar. Gracias pelas informações amada ✨🌺

    Me gusta

  3. Que texto maravilhoso, muito completo e de grande valia, ainda mais para os tempos atuais, depois vou ler novamente com mais calma e compartilhar com uns amigos!

    Me gusta

    1. Que bom, foi escrito com muito carinho e responsabilidade. É um tema muito importante e é preciso entendermos quando nossa ansiedade toma ou está querendo tomar conta de nós. Compartilha sim, muitos ansiosos precisam dessas informações.
      Gratidão.

      Me gusta

  4. Me identifico! Para mim uma atividade física para baixar a ansiedade é primordial! Mas confesso que no isolamento social me atrapalhei um pouco …com filho pequeno e maridão no trabalho e estudos… Então, eis que aprendi o crochê!!! Que tem auxiliado MUITO a aliviar a ansiedade … Portanto atividade artesanal, jardinagem, cuidar dos bichos… Tudo auxilia a sair da mente ansiosa e viver o presente… Gratidão pelo seu post! BOM saber que não estamos sós! Um abraço

    Me gusta

    1. SIm, atividade física é ótimo, faltou esta dica no texto.
      Eu amo trabalho artesanal, sempre que estou criando algo em meu ateliê me sinto mais relaxada e menos ansiosa, e crochê é uma atividade ótima, as linhas estimula seus sensores. Há sempre alguém que compartilha alguma dor, nunca estamos sós. Gratidão por estar aqui.

      Me gusta

Responder a Dayse Rocha Cancelar respuesta

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: